Notícias



Resistência das casas de madeira contra o fogo

Resistência das casas pré-fabricadas de madeira contra o fogo

É comprovado: o material possui características que formam uma camada superficial de carvão, impedindo a rápida saída de gases inflamáveis e a propagação de calor para o interior dos demais cômodos. Resistência das casas pré-moldadas de madeira contra o fogo

Uma das principais preocupações para quem pensa em adquirir uma casa pré-fabricada de madeira está relacionada ao isolamento térmico e a resistência ao fogo que essas moradias dispõem. Esse medo provém principalmente do desconhecimento que existe a respeito das técnicas de construção de uma casa de madeira. O fato é que as informações que afirmam que a matéria prima dessa modalidade de edificação apresenta resistência satisfatória quando exposta a situações de incêndio é a mais pura verdade.

Na realidade, a madeira por si só, graças as suas propriedades físicas e mecânicas, demonstra um comportamento diferente de outros materiais quando submetida ao fogo e existem explicações científicas que comprovam isso. A partir da década de 1950, os diversos materiais usados na construção civil, como o aço, o concreto e a madeira, passaram por pesquisas no intuito de investigar formas de explorar o seu melhor desempenho quando em exposição ao fogo. Por incrível que pareça, a madeira se sobressaiu diante dos demais materiais.

Apesar de ser um item combustível sólido, um tipo de madeira como a Imbuia, por exemplo, não se queima diretamente. Quando expostas ao fogo, as peças de uma casa pré-moldada formam uma camada superficial de carvão, que age como um tipo de isolante térmico, impedindo a rápida saída de gases inflamáveis e a propagação de calor para o interior dos demais cômodos. Esse impedimento resulta na desaceleração do aquecimento e da deterioração do material, assim, colaborando de modo favorável para manter a capacidade estrutural da moradia. Essa habilidade, principalmente em divisórias de madeira, é dobrada quando a casa possui o sistema de paredes duplas, fato que aumenta a durabilidade da residência.

A madeira submetida a um rigoroso incêndio tem a sua densidade diminuída, mas não a ponto de eliminar a sua competência de suportar o próprio peso. O aço exposto ao fogo, se comparado à madeira, começa a perder vigor a partir dos 80ºC. A partir dos 500ºC, a estrutura de aço tende a perder 80% de sua resistência. As vigas em aço deformam-se completamente após um incêndio, enquanto que as traves e peças de uma casa pré-fabricada de madeira ainda sustentam a carga mesmo depois do contato com altas temperaturas.

Por Caroline Nunes

Notícias

Sustentabilidade: uso da madeira
Sustentabilidade: uso da madeira

Laminados, casas pré-fabricadas e painéis estruturados fazem parte…

Sustentabilidade: gestão inteligente
Sustentabilidade: gestão inteligente

A importâncias das normas ABNT para uma construção sustentável Como…

Sustentabilidade: novo tipo de construção
Sustentabilidade: novo tipo de construção

Você sabia: políticas públicas também incentivam a prática, com…

Sustentabilidade: gerenciamento de resíduos
Sustentabilidade: gerenciamento de resíduos

Os objetivos prioritários de uma obra devem ser a diminuição de descartes,…

Faça seu Orçamento









Visite Nosso Show Room